AS CABEÇAS DE ALHO

O alho é o principal condimento industrializado!

Publicado em
AS CABEÇAS DE ALHO

    O alho começou a ser plantado há mais de 5.000 anos pelos hindus, árabes e egípcios. A espécie é originária da Ásia Central e sua introdução no Ocidente se deu a partir de plantios na costa do Mar Mediterrâneo.

    É uma planta que pode atingir até 120 cm de altura, que forma um bulbo que contêm os chamados "dentes de alho". Estes são geralmente utilizados como tempero ou condimento em diversos tipos de pratos culinários devido ao seu sabor marcante e também podem ser consumidos tanto crus quanto cozidos ou assados.

    Rico em vitaminas, sais minerais e aminoácidos, o alho é expectorante, bactericida e ajuda no combate a doenças cardiovasculares. O odor característico da planta também faz dela um pesticida natural, quando usada macerada ou em extrato, para afastar as pragas em plantações.

    O alho não é muito exigente quanto ao solo, podendo ser plantado em solos menos férteis. No entanto, regiões quentes e chuvosas não são adequadas para o plantio, pois é necessário um período de frio para estimular a formação dos bulbos. As plantas geralmente não formam os bulbos se a temperatura permanece acima de 25°C. O ideal são temperaturas amenas enquanto as plantas crescem, com um período de baixas temperaturas no estágio em que os bulbos devem começar a se formar.

AS CABEÇAS DE ALHOAS CABEÇAS DE ALHOAS CABEÇAS DE ALHOAS CABEÇAS DE ALHO

    Adaptado a diferentes condições climáticas e com variedades para cultivo em grande parte do território nacional, o alho tem custo mais baixo se plantado em sítios, chácaras, hortas comunitárias e até em fundo de quintal. A produtividade pode ser elevada se houver dedicação do produtor e apoio de assistência técnica especializada.

    A colheita do alho ocorre de 16 a 36 semanas após o plantio, dependendo da cultivar utilizada, da região onde o plantio é realizado, da época do ano, etc. As cabeças de alho estão prontas para a colheita quando as folhas mais velhas começarem a amarelar e secar. Deve-se arrancar a planta inteira em dias secos e ensolarados, sem destacar as folhas. É importante para a conservação das cabeças de alho mantê-las em ambiente seco e com boa ventilação. O alho pode ser armazenado por até quase um ano, dependendo da cultivar e das condições de armazenagem. 

    O Brasil se destaca como um dos países com maior consumo per-capita de alho, aproximando-se de 1,5 Kg/habitante/ano.  Mas a produção no país corresponde apenas a um terço do consumo interno. O consumo nacional total de alho fica em torno de 30 milhões de caixas, ou seja, 16 milhões de caixas de alho são importadas. Entre os três principais fornecedores de alho para o Brasil, predomina ainda a China, com 46,46% do consumo aparente brasileiro, seguido da Argentina, com 39,01% e da Espanha que a cada ano cresce e já atingiu com 11,59%. O volume total importado desses três países foi de 15.457.639 caixas de dez quilos.

    A região brasileira que mais produz alho, atualmente,é o Estado de Minas Gerais, que tem aproximadamente 4,5 mil hectares plantados, seguido por Goiás, com 2,5 mil hectares, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, cada um com 1,8 mil hectares. 

Referências: 
Alho brasileiro sofre concorrência desleal. Disponível em: http://anapa.com.br
Como plantar alho. Disponível em: https://hortas.info/
Francisco Vilela Resende, Lenita Lima Haber, Jadir Borges Pinheiro. A CULTURA DO ALHO. Disponível em: https://www.embrapa.br/
Francisco Vilela Resende. Como plantar alho. Disponível em: https://revistagloborural.globo.com

Deixe um comentário