X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Fácil Alimentos - Blog Fácil Alimentos - Blog

Matéria

Filtrar
Agronegócios
Economia
Empreendedorismo
Logística
Mercado
Produção
Serviços
Tecnologia

Acerola, a campeã de vitamina C

A acerola é uma fruta que pode ser usada como planta medicinal devido à alta concentração de vitamina C. Os frutos da acerola, além de saborosos, são muito nutritivos, porque são muito ricos também em vitamina A, vitaminas do Complexo B, ferro e cálcio

Publicado em
  • Compartilhe:

A acerola é uma fruta surpreendente, isso porque além de ter inúmeros benefícios para o nosso organismo, possui mais vitamina C do que a laranja, por exemplo. Saiba mais sobre esta fruta incrível.

Etimologia

"Acerola" e "azerola" provêm do árabe az-zu'rur, através do espanhol acerola.

Descrição

A acerola, também conhecida como cereja-das-antilhas, cientificamente Malpighia emarginata ou Malpighia glabra, é uma fruta originária das Antilhas, América Central e América do sul. O fruto nasce na aceroleira, que é um arbusto de até três metros de altura, cujo tronco se ramifica desde a base e cuja copa é bastante densa com pequenas folhas verde-escuras e brilhantes. Suas flores, de cor róseas esbranquiçadas, são dispostas em cachos e têm floração durante todo o ano. Após três ou quatro semanas, se dá sua frutificação. Por ser uma planta muito rústica e resistente, ela se espalhou facilmente por várias áreas tropicais, subtropicais e até semiáridas. A acerola, quando madura, tem uma variação de cor que vai do alaranjado ao vinho, passando pelo vermelho. Esta coloração é resultado da presença de antocianinas, especialmente pelargonidina e malvidina. Sua superfície é lisa ou dividida em três gomos. Possui três sementes no seu interior. O sabor do fruto é levemente ácido e o perfume é semelhante ao da uva. Possui vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), cálcio, fósforo, ferro e, principalmente, vitamina C, que, em algumas variedades, chega a estar presente em até 5 gramas por 100 gramas de polpa. Este valor chega a ser oitenta vezes superior ao da laranja e ao do limão. A acerola está dividida em duas seleções: a acerola vermelha e a acerola laranja. Em termos de tamanho, assemelha-se muito a cereja, e pode apresentar-se nas cores vermelha ou amarela, com interior amarelado e subdividido em três sementes de sabor amargo característico. Uma acerola pesa, em média, entre 20 g e 40 g. Mas não se deixe enganar por seu tamanho e peso, pois os benefícios que essa pequena fruta pode oferecer para saúde são incríveis. Existem mais de 40 variedades de acerola que são cultivadas no Brasil. Nos países de clima tropical, a acerola vem ganhando cada vez mais destaque em seu cultivo como bonsai de interior. As principais são: as caboclas, cerejas, apodi, frutacor, olivier e rubra, entre outras.

 

Cultivo

No Brasil, foi, inicialmente, introduzida no estado de Pernambuco pela Universidade Federal Rural de Pernambuco em 1955, por meio de sementes oriundas de Porto Rico, espalhando-se, a partir de então, para o Nordeste e outras regiões do país. O cultivo de acerola teve um forte crescimento a partir do final do século XX, sendo hoje uma importante cultura da Região Nordeste do Brasil, principalmente na agroindústria de polpa de fruta congelada.

Propriedades nutricionais do fruto

A acerola esconde, em seus 40 g de massa suculenta, inúmeros nutrientes. Além de flavonoides, vitaminas A, B1 e B6 ela também apresenta minerais como fósforo, ferro, potássio, magnésio cálcio. Outro famoso componente da acerola é o carotenoide, substância responsável pela cor vermelha da fruta. Além disso, a fruta também é considerada antioxidante, o que indica que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce das células. Mas seus componentes benéficos não param por aí. Surpreendentemente, a acerola é a fruta que apresenta o maior teor de vitamina C. Sendo assim, algumas variedades dessa fruta alcançam até 5.000 ml de vitamina C por 100 g de polpa. Ainda dentro das estatísticas, a acerola possui 100 vezes mais vitamina C do que o limão, 20 vezes mais do que a goiaba e 10 vezes mais do que o caju ou a amora, por exemplo. Em outras palavras, consumir 3 a 4 frutinhas destas pode suprir a necessidade diária de vitamina C de um adulto. Vale ressaltar que quanto mais verde for a fruta, mais vitamina C oferecerá. Isto é, uma fruta verde escura apresentará 90% mais de vitamina C e 50% menos de açúcares. Ainda, se compararmos a acerola e a laranja, descobriremos algo interessante, pois a acerola possui mais vitamina A do que a laranja. Esta vitamina é responsável por prevenir doenças como a cegueira noturna. Dessa forma, a quantidade diária recomendada de vitamina A é de 900 microgramas para homens e 700 para mulheres. Neste sentido, enquanto a laranja nos oferece 20 microgramas dessa vitamina, a acerola surge como a campeã em quantidade, apresentando 76 microgramas. A acerola é a fruta que apresenta o maior teor de vitamina C. O teor de ácido ascórbico em 100 gramas de polpa de acerola excede mil miligramas, valor equivalente aos comprimidos efervescentes contendo um grama de vitamina C. Mesquita e Vigoa, no livro “La Acerola”, de 2000, demonstraram que o alto teor de ácido ascórbico e a presença de antocianinas no fruto de acerola promovem ação antioxidante. Bsoul e Terezhalmy, em seu livro “Vitamin C in health and disease”, de 2004 descrevem que, além da ação antioxidante sobre os radicais livres, os frutos da acerola possuem ação imunoestimulante, estimulam a formação do colágeno, importante para a mucosa oral, pois diminui a colágeno, importante para a mucosa oral, pois diminui a permeabilidade a endotoxinas.

Medicina popular

A acerola é uma fruta que pode ser usada como planta medicinal devido à alta concentração de vitamina C. Os frutos da acerola, além de saborosos, são muito nutritivos, porque são muito ricos também em vitamina A, vitaminas do Complexo B, ferro e cálcio.

Por ser a fruta com maior teor em vitamina C, a acerola apresenta propriedades antioxidantes além de estimular a síntese de colágeno, componente fundamental para manter a saúde dos ossos e tecidos conectivos.

Também combate à fadiga, esgotamento nervoso e estresse, além de contar com propriedades anti-infecciosas, que ajudam a estimular as defesas do organismo.

Devido a sua riqueza em minerais a acerola é um bom remineralizante. Isso porque sua alta concentração em flavonoides e antocianinas lhe conferem propriedades antioxidantes, tornando-a eficaz na prevenção de doenças cardíacas e câncer.

É indicada para auxiliar em casos de afecções pulmonares, tratamento de disenterias, cicatrização de feridas, gripes, hemorragias nasais e gengivais, dores musculares, reumatismo, anemia, doenças do fígado e dietas para pessoas em recuperação de desgastes físicos e desnutridas, por exemplo.

Pelo jornalista Jacó Carlos Diel

Fontes: 

https://abrafrutas.org/2019/04/23/os-incriveis-beneficios-da-acerola/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Acerola#Etimologia

https://www.tuasaude.com/acerola/




Por Jacó Carlos Diel
Por Jacó Carlos Diel

18 Mai 20 • 10 min


Qual a tua avaliação deste artigo?

Leia também