MARACUJÁ

Calmaria da polpa ao suco!

Publicado em
MARACUJÁ

    O maracujá é uma planta de clima tropical com ampla distribuição geográfica. A cultura do maracujá está em franca expansão tanto para a produção de frutas para consumo fresco "in natura," como para a utilização para fins industriais, sua maior importância econômica.

    O Brasil é o primeiro produtor mundial de maracujá, tendo como principais produtores os estados da Bahia e do Ceará. A produção comercial tem início a partir do décimo mês do plantio. A produtividade média do maracujá-amarelo está entre 12 a 15 t/ha/ano, podendo chegar, em áreas irrigadas, até 30 a 35 t/ha/ano.

   O maracujazeiro é uma trepadeira lenhosa, perene, de crescimento rápido, vigoroso, contínuo e exuberante. Suas raízes são superficiais. As folhas são lisas e pontiagudas e possuem de 3 a 7 lóbulos. As flores são azuis com filamentos escuros e assemelham-se às orquídeas.

    Os princípios ativos maracujina, passiflorine e calmofilase são encontrados em toda a planta, principalmente as folhas, conferindo ao maracujazeiro propriedades calmantes, hipnóticas, analgésicas e anti-inflamatórias. 

    O fruto é carnoso, com as sementes cobertas pelo arilo, onde se encontra um suco amarelo-alaranjado muito aromático e nutritivo que possui como principais componentes os açúcares sacarose, glicose e frutose. E possui de 200 a 300 sementes em cada fruto.

   A polpa é utilizada principalmente na fabricação de sucos, e ainda na preparação de sorvetes, vinhos, licores ou doces. Estudos buscam o aproveitamento dos resíduos da industrialização de suco (casca e sementes), que são normalmente descartados e utilizados como ração animal ou adubo orgânico.

    A espécie mais cultivada é o maracujá amarelo, por ser mais vigorosa, mais adaptada aos dias quentes, apresentar frutos de maior tamanho, com peso entre 43 e 250 g, maior produção por hectare, maior acidez total e maior rendimento em suco.

    O maracujá-roxo é mais indicado para locais de maior altitude e clima mais frio. Seus frutos apresentam peso entre 32 e 220 g, maior percentagem de açúcares quando comparado com o maracujá-amarelo.

    O maracujá doce é uma espécie brasileira consumida como fruta fresca, ao contrário do maracujá amarelo ou azedo. Seus frutos são amarelados, com polpa doce, aroma e paladar atraentes e agradáveis, pesando de 80 a 300 g.

    Devido à redução gradual da produtividade nas lavouras, o maracujazeiro é explorado por dois ou três anos apenas, sendo recomendado após esse período o arranque das plantas, limpeza da área e novo plantio.

 

Maracujá. Disponível em: https://www.embrapa.br/
O cultivo e o mercado do maracujá. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/
Cultura do Maracujá. Disponível em: https://jornalagricola.wordpress.com/
Cultura do Maracujazeiro. Disponível em: http://www.frutvasf.univasf.edu.br

Deixe um comentário