X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Fácil Alimentos - Blog Fácil Alimentos - Blog

Matéria

Filtrar
Agronegócios
Economia
Empreendedorismo
Logística
Mercado
Produção
Serviços
Tecnologia

O agro tem espaço para muito mais

O governo quer aumentar dos atuais 7% para 10% o volume global de exportações

Publicado em
  • Compartilhe:

De grande importador de alimentos há 50 anos, o Brasil, já é um dos grandes exportadores de alimentos para o mundo. Hoje, alimentando cerca de 1,2 bilhões de pessoas ao redor do mundo. Com potencial para dobrar a produção sem aumentar a área plantada, somente usando a tecnologia, levando em consideração que já em 2030, segundo a ONU, o mundo terá 1 bilhão de pessoas a mais. E muito mais do que isto, é forte candidato a se tornar o maior produtor de alimentos do planeta. Para tanto, dispõe de terra, água, clima, tecnologia, qualidade e a força dos produtores rurais. Somente as safras 2017 e 2018 somaram quase 500 milhões de toneladas de grãos. Os rebanhos atuais de suínos, bovinos e aves, respectivamente somam: 37 milhões de cabeças; 214 milhões de cabeças e; 5,7 bilhões de cabeças. O governo quer aumentar dos atuais 7% para 10% o volume global de exportações.

Um quarto do PIB brasileiro já é gerado pela agropecuária. O setor do agro é responsável por quase a metade de todas as exportações brasileiras. Nos empregos, um em cada três, vem do agro, ou da produção, ligada a alimentos. O agro tem espaço para muito mais.  

O Brasil mantém preservado 66% da sua área total. Possui 97% de toda a biodiversidade do planeta, tem ainda, a legislação ambiental mais completa, de que se tem conhecimento em toda terra. Tem 2 trilhões de dólares imobilizados a serviço da preservação do planeta. O equivalente a 15 anos da produção industrial americana em estoque de carbono. E espera que o mundo algum dia tenha a maturidade e a capacidade, porque não, a seriedade para reconhecer isso.

Pelo jornalista Jacó Carlos Diel

Fonte: ABPA


Por Fácil Alimentos
Por Fácil Alimentos

21 Jan 20 • 3 min


Qual a tua avaliação deste artigo?

Leia também