X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Fácil Alimentos - Blog Fácil Alimentos - Blog

Matéria

Filtrar
Agronegócios
Economia
Empreendedorismo
Logística
Mercado
Produção
Serviços
Tecnologia

PHYSALIS: frutinha exótica envolvida por um cálice folhas finas cor de palha.

Também conhecida pelos nomes populares: joá, amapum, saco-de-bode, mulaca, joá-de-capote, bucho-de-rã, bate-testa, mata-fome ou golden berry!

Publicado em
  • Compartilhe:

Frutinha muito requintada, originária da Colômbia, conhecida por seu aspecto: envolvida por um cálice de folhas finas de cor de palha que possui um gostinho bastante peculiar, a physalis, mais conhecida no mercado por seu nome científico (Physalis angulata) do que o popular joá, para não causar confusão com seu xará, o tóxico joá-bravo.

Da mesma família das solanáceas – a do tomate, da beringela, da batata e do pimentão, a physalis, por ser dotada de componentes que beneficiam a saúde, é uma ótima alternativa de plantio, o que pode render lucros ao pequeno e médio produtor rural. Os consumidores têm procurado bastante a fruta e os produtores começam a investir. Apesar de ser considerada uma fruta cara, no Norte e Nordeste do nosso país ela é comum nos quintais e chamada por nomes bem brasileiros.

É uma planta arbustiva, que pode chegar aos dois metros de altura. As frutas são delicadas, pequenas e redondas, com coloração que vai do amarelo ao alaranjado, envolvidas por uma folha fina e seca, em forma de balão. Com sabor doce, levemente ácido, a physalis é consumida ao natural e usada na preparação de doces, geléias, sorvetes, bombons e em molhos de saladas e carnes. 

 

Usada na culinária e dotada de componentes que beneficiam a saúde, a fruta é considerada uma ótima alternativa de plantio, que pode render lucros ao pequeno e médio produtor. A embalagem de 80 gramas de physalis importada custa de 8 a 10 reais no varejo paulista. Seu comércio é bastante explorado na Colômbia, um dos locais apontados como sendo de origem da fruta.

Benefícios: É rica em vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de alcalóides e flavonóides. Seu lado medicinal não deixa a desejar: é conhecida por purificar o sangue, fortalecer o sistema imunológico, aliviar dores de garganta e ajudar a diminuir as taxas de colesterol. A população nativa da Amazônia utiliza os frutos, folhas e raízes no combate à diabetes, reumatismo, doenças da pele, bexiga, rins e fígado.

 

Cultivo: De ciclo rápido e rústico, pode ser plantada em qualquer época do ano e se adapta bem ao clima quente, embora tenha tolerância a ambientes frios. Mas a planta não gosta de excesso de umidade e é vulnerável a doenças fúngicas. É uma planta rústica, que exige poucos cuidados, e que até agora não apresentou uma doença significativa que possa ser grande ameaça ao cultivo. Desenvolve-se bem em regiões quentes, de clima tropical e subtropical, mas tolera bem o frio.

Os melhores solos são os areno-argilosos e pouco ácidos. A semeadura é feita em bandejas de isopor com 128 células, copos plásticos ou saquinhos de polietileno, com substrato para hortaliças, usando-se uma semente por célula, copo ou saquinho. A germinação se dá em cerca de 20 dias. Quando as plantinhas estiverem com mais ou menos 20 centímetros de altura podem ser transferidas para o local definitivo. Plantam-se grupos de quatro mudas, distantes 30 centímetros uma da outra, em forma de quadrado (uma planta em cada canto). No centro, coloca-se uma vara de bambu ou madeira com cerca de dois metros de altura, para que as plantas sejam amarradas até o final da produção. O espaçamento entre as linhas é de dois metros. A colheita começa quatro meses depois do plantio e estende-se por seis ou oito meses. Cada planta produz até três quilos de frutas.

 

 

REFERÊNCIAS

Physalis: bela, saborosa e medicinal. Disponível em: http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/a46physalis.htm

Tatiana Toniato Caus. Physalis: pesquisa alerta sobre cuidados ao plantar fruta exótica. Disponível em: https://incaper.es.gov.br/Not%C3%ADcia/physalis-pesquisa-alerta-sobre-cuidados-ao-plantar-fruta-exotica

Como plantar physalis. Disponível em: https://revistagloborural.globo.com/vida-na-fazenda/como-plantar/noticia/2013/12/como-plantar-physalis.html


Por Thaíse Pires
Por Thaíse Pires

29 Out 21 • 6 min


Qual a tua avaliação deste artigo?

Leia também