TRIGO: O segundo alimento mais consumido no mundo!

Este cereal ocupa o primeiro lugar em volume de produção mundial.

Publicado em

       O trigo (Triticum aestivum L.) representa, aproximadamente, 30% da produção mundial de grãos. Do cereal são feitos: farinha, macarrão, biscoitos, bolos, pães, além de produtos não alimentícios (misturas adesivas ou de laminação para papéis ou madeiras, colas, misturas para impressão, agentes surfactantes, embalagens solúveis ou comestíveis, álcool, antibióticos, vitaminas, fármacos, cosméticos, etc.), bem como na alimentação animal, quando não atinge a qualidade exigida para consumo humano, na forma de forragem, de grão ou na composição de ração.

     O trigo é um dos principais fornecedores de energia para o nosso dia a dia, fonte de carboidratos, proteínas, gordura, fibra, cálcio, ferro, ácido fólico. Atua na prevenção de diversas doenças e fornece vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo.

     Segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), o trigo é o segundo alimento mais consumido no mundo. Só em 2017, foram consumidas mais de 740 milhões de toneladas.

       O trigo ocupa o primeiro lugar em volume de produção mundial. É uma planta de ciclo anual, cultivada durante o inverno e a primavera.

       No Brasil, a produção anual oscila entre 5 e 6 milhões de toneladas. É cultivado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste. O consumo anual no país tem se mantido em torno de 10 milhões de toneladas. Cerca de 90% da produção de trigo está no Sul do Brasil. Mas o cereal vem sendo introduzido na região do cerrado, sob irrigação ou sequeiro.

       A produção competitiva e sustentável de trigo no Brasil depende, fundamentalmente, do conhecimento de aspectos relacionados à própria planta de trigo (crescimento e desenvolvimento), das peculiaridades da região onde o trigo será cultivado (clima e solo, por exemplo) e das práticas de manejo adequadas para a cultura em cada situação de produção.

       O processo de colheita é considerado de extrema importância, tanto para garantir a produtividade da lavoura quanto para assegurar a qualidade final do grão.

       A secagem de trigo é uma operação crítica na sequência do processo de pós-colheita, na qual podem ocorrer alterações significativas na qualidade do grão. A secagem propicia um melhor planejamento da colheita e o emprego mais eficiente de equipamentos e de mão-de-obra, mantendo a qualidade do trigo colhido.

REFERÊNCIAS:
CONHECIMENTO. Trigo é energia para nosso corpo. Disponível em: http://www.abitrigo.com.br/conhecimento.php
Cultivo de Trigo. Disponível em: https://www.spo.cnptia.embrapa.br/
Cultura e manejo do trigo. Disponível em: https://www.gestaonocampo.com.br/biblioteca/cultura-e-manejo-do-trigo/

Baixe o app para Android          Baixe o app para IOS

 

 

 

Deixe um comentário